Tocantins Jalapão Pindorama de Tocantins
20/05/2017 MAPA GALERIA


Lagoa do Japonês

A Lagoa do Japonês consegue, em um só cenário, reunir duas belas atrações: suas águas cristalinas e uma gruta, que abriga a nascente da lagoa, acessível por uma trilha.

Embora não esteja localizada no Parque Estadual do Jalapão, a Lagoa é destino imperdível para quem for ao Jalapão, o desvio de cerca de 90 km na rota é mínimo perto da beleza por lá encontrada.

A tonalidade da água aliada à vegetação ao arredor torna o local perfeito para horas de descanso em meio à natureza. Para os fotógrafos de plantão com certeza propiciará fotografias perfeitas.

A trilha para a gruta é percorrida em uma caverna, muita bonita, mas com trechos escorregadios e com crateras. Ao final da trilha é possível saltar, de aproximados 4 metros, à Lagoa.

A Lagoa possui trechos de até 3 metros de profundidade, então, caso não saiba nadar, o ideal é levar boias para aproveitar o máximo do local.

O nome da lagoa, Japonês, é em homenagem ao antigo proprietário do terreno que faz frente à lagoa – hoje falecido. Os locais dizem que os filhos, herdeiros, não preservaram a propriedade. Por isso, a lagoa ficou abandonada em termos de estrutura e manutenção, sujeitando-a à degradação feita pelos visitantes, até que foi aberto, por outra pessoa, um novo acesso à lagoa, fornecendo estrutura adequada para recepcionar turistas.

É possível, para quem não sabe nadar, pegar um barco para fazer um curto passeio sobre a lagoa, até a gruta, paga-se R$ 2,00 por pessoa pelo trajeto.

Para quem gosta de explorar a nado – e essa é sem dúvidas a melhor opção – fica uma ressalva: use proteção nos pés, as pedras são um tanto cortantes.

O local possui limite de visitas diárias (100 pessoas), então é recomendável que realize reserva prévia para visitação, entre em contato com o pessoal da Águas do Jalapão – 63 9158-4444.

É aberta de quarta a domingo e fechado para manutenção de segunda e terça-feira.


como chegar

Fica localizada na divisa de Pindorama de Tocantins e Pedra Preta. A cerca de 90 quilômetros de Ponte Alta e 240 quilômetros de Palmas.

De Ponte Alta até Pindorama o trecho percorrido é pela TO 130, em asfalto, de Pindorama até a lagoa, em estrada de terra.

O trecho, na estrada de terra, é sinalizado, com placas indicando o caminho à lagoa.

É recomendável que se utilize veículo 4x4.


quanto paga

Paga-se R$ 20,00 para o acesso à lagoa.


estrutura

Embora o local esteja bem limpo e com bastante área para descanso, não há bares, restaurantes ou pousada.

O funcionário, responsável pela manutenção, informou que em breve a Lagoa passará a contar com todas essas opções.

Leve lanches e água, para passar o dia no local com tranquilidade.

A sugestão, por ora, é hospedar-se em Ponte Alta do Tocantins.



Mapa da região


Recomendamos

Pousada Santa Helena (Mateiros)

Embora o Jalapão seja bruto, é possível, em meio à natureza, descansar e repousar em um pousada com satisfatória estrutura.

O café da manhã da pousada é destaque a parte, com muitas frutas e variedades de alimentos.

Park do Sol (Mateiros)

A Park do Sol é uma empresa que realiza expedições no Jalapão.

Precisamos, por imprevistos na viagem, contratar serviços de translados para percorrer as atrações do Jalapão e nos deparamos com Sr. Josimar.

Ele nos acompanhou praticamente durante toda a viagem no Jalapão, com sua caminhote L200 Triton.

É uma excelente opção caso deseje uma viagem guiada, para evitar imprevistos comum em lugares remotos.

Mais Jalapão